• Atendimento : (11) 3090-0331

Vitamina D pode ser o mais importante nutriente que você precisa

Vitamina D pode ser o mais importante nutriente que você precisa

Vitamina D pode ser o mais importante nutriente que você precisa

Há alguns anos percebi que estava constantemente cansado. Como você sabe, ou eu estou na sala de operações ou na minha prática bem cedo pela manhã. Mas eu notei que não importava o que eu fizesse: comer direito ou fazer exercícios. Muitas vezes, nada melhorava a sensação de cansaço que eu tinha.

Finalmente verifiquei meu nível de vitamina D e descobri que era baixo. Estava cerca de 25 sendo que o valor normal deve ser mais de 30. Os níveis ideais para os homens e as mulheres devem estar na faixa de 40-50.

Comecei a tomar 2.000 UI de vitamina D3 por dia - que é a forma mais ativa. D3 é a melhor forma de vitamina D em termos de suplementos. Obviamente, nós todos gostamos de receber a vitamina D através da exposição ao sol, mas como o inverno se aproximava, sabemos que nem sempre é possível.

A vitamina D é sem dúvida a vitamina mais importante que alguém poderia tomar. A vitamina D é realmente um hormônio; não é nem mesmo uma vitamina e isso afeta todo o nosso corpo. Sempre que se sentir cansado ou tem baixo consumo de energia - é bem possível seus níveis de vitamina D estejam baixos. A deficiência de vitamina D ocorre quando o nível de vitamina D em seu corpo é muito baixa. Ela ajuda o corpo a utilizar o cálcio a partir de uma dieta que é essencial para nós, como seres humanos para manter a força dos ossos. Se acha que está com sintomas de uma deficiência de vitamina D, é importante fazer o teste e tratar porque esta deficiência pode deixar os ossos finos, quebradiços ou disformes

Ao longo dos anos muitos estudos têm mostrado a deficiência de vitamina D pode levar a doenças cardíacas, diabetes, demência, câncer de próstata agressivo e Alzheimer. Um novo estudo publicado no The Journal of Clinical Endocrinology Metabolism explorou a importância da vitamina D relacionada com a saúde do coração. A ligação foi feita entre as crianças que têm níveis baixos de vitamina D que enfrentam doenças cardíacas quando ficam adultas. Saiba mais sobre essa conexão entre doença cardíaca e baixo nível de vitamina D.

Benefícios da vitamina D

  • A vitamina D ajuda a construir o cálcio em seu corpo e fortalece os ossos e dentes.
  • Diminui o risco de osteoporose, diabetes, demência e alguns tipos de cancêr incluindo o de mama, do cólon, da próstata, do ovário, do esôfago e linfático
  • Ajuda a diminuir os níveis de pressão arterial e hipertensão
  • Regulariza os sistema imunológico
  • Estudos têm mostrado que pode diminuir a esclerose múltipla em mulheres

Você tem uma deficiência de vitamina D?

A única maneira de confirmar que se você tem deficiência de vitamina D é obter um exame de sangue para testar seus níveis de vitamina D. Entretanto, se você estiver enfrentando qualquer um dos seguintes sinais ou sintomas, deve fazer o teste mais cedo ou mais tarde.

  • Você está com 50 anos ou mais. À medida que envelhecemos, nossa pele não produz tanta vitamina D como resultado da exposição ao sol. Os rins também são menos capazes de converter a vitamina D na forma que é usada por nossos corpos. Quando ficamos mais velhos, tendemos a passar mais tempo dentro de casa devido a determinadas condições de saúde ou a incapacidade de ser tão fisicamente ativos e, portanto, temos ainda menos exposição ao sol e vitamina D.
  • Você tem pele escura. Pessoas negras tem maior risco de ser deficientes em vitamina D, porque eles têm mais melanina na sua pele. Ter mais melanina diminui a capacidade da pele para produzir a vitamina D da exposição solar. Se você tem pele escuravpara produzir vitamina D, teria que se expor dez vezes mais ao sol em comparação com uma pessoa com pele clara.
  • Você tem problemas gastrointestinais. Como mencionado antes, a vitamina D é uma vitamina solúvel em gordura, o que significa que se você tiver uma condição gastrointestinal que afeta sua capacidade de absorver a gordura, pode ter uma menor absorção de vitaminas lipossolúveis como a vitamina D também. Tendo em condições gastrointestinais que ocorrem no intestino, como a doença de Crohn, doença celíaca, sensibilidade ao glúten e doença inflamatória do intestino pode ser sinal de que não está recebendo quantidade suficiente de vitamina D.
  • Você tem dor óssea. Muitas pessoas vão ao médico queixando-se de dores em seus ossos e muitas vezes são diagnosticadas como tendo síndrome da fadiga crônica ou fibromialgia. Isto é especialmente verdadeiro se a pessoa também está reclamando de fadiga. No entanto, estes são também sinais de deficiência de vitamina D, a osteoartrite, uma doença crônica nas articulações. Isto é diferente do tipo de deficiência de vitamina D que causa a osteoporose em adultos em que a deficiência de vitamina D. Isto limita a capacidade de colocar de cálcio na matriz de colágeno nos ossos, o que pode resultar em dores nos ossos.
  • Seu humor está afetado. A quantidade de serotonina que seu corpo produz está ligada à quantidade de exposição ao sol que você recebe. A serotonina é naturalmente produzida pelo cérebro e nos faz sentir feliz e de bom humor. Nosso corpo produz mais serotonina quando estamos mais exposição ao sol, e produz menos serotonina quando chegarmos menos exposição ao sol.
  • Você está acima do peso ou obeso ou têm mais massa muscular. A vitamina D é uma vitamina solúvel em gordura, ou seja, a quantidade de gordura corporal que têm está relacionada com a quantidade de vitamina D que o corpo necessita e pode absorver. Então, se você estiver com sobrepeso ou obeso, o seu corpo necessita de mais vitamina D em comparação a uma pessoa magra, com menos gordura corporal. Isto também é verdade para as pessoas que pesam mais como resultado de ter uma maior quantidade de massa muscular.
  • Transpiração na cabeça. Um dos primeiros sinais de deficiência de vitamina D é suar na cabeça.

Alimentos com muita vitamina D

  1. Salmão: os peixes gordos como o salmão, arenque e sardinha são os melhores alimentos para obter vitamina D e ômega-3 ácidos graxos
  2. Escolha cereais matinais fortificados: muitos produtos são agora enriquecidos com vitamina
  3. Mais cogumelos: consuma shimeji, cogumelo Paris, shiitake e portobello. Os cogumelos são alimentos de baixa caloria que aumentam a vitamina D.
  4. Faça uma omelete: Dois ovos grandes fornecem cerca de 1/10 da sua necessidade diária de vitamina D. Coma o ovo inteiro!
  5. Consuma conservas de atum: É barato, versátil e fácil para de preparar.
Artigo traduzido do Dr. David Samadi. Presidente de Urologia, Chefe da Cirurgia Robótica no Hospital Lenox Hill, professor de Urologia da Faculdade de Medicina de Hofstra. O original está no http://www.huffingtonpost.com/dr-david-samadi/vitamin-d-may-be-the-most-important-nutrient-you-need_b_8235466.html

Nenhum Comentário